Sábado, 14 de Outubro de 2006

Aproveite cada momento!

>>Um amigo meu abriu a gaveta da cômoda da sua esposa e pegou num pequeno
>>pacote embrulhado com papel de seda:
>>- Isto - disse - não é um simples pacote.
>>Tirou o papel que o envolvia e observou a bonita seda e a caixa.
>>- Ela comprou isto na primeira vez que fomos a Nova York, há uns 8 ou 9 >>anos. Nunca o usou. Estava a guardar para uma ocasião especial. Bem, creio >>que esta é a ocasião.
>>Aproximou-se da cama e colocou a prenda junto com as outras roupas que ia >>levar para a funerária, a esposa tinha acabado de morrer. Virando-se para >>mim, disse:
>>- Não guardes nada para uma ocasião especial. Cada dia que se vive é uma >>ocasião especial.
>>Ainda estou a pensar que estas palavras já mudaram a minha vida. Agora >>estou a ler mais e a limpar menos. Sento-me no terraço e admiro a vista >>sem me preocupar com as pragas. Passo mais tempo com a minha família e >>menos tempo no trabalho. Compreendi que a vida deve ser uma fonte de >>experiências a desfrutar, não para sobreviver. Já não guardo nada. Uso os >>copos de cristal todos os dias. Se me der vontade ponho uma roupa nova >>para ir ao supermercado.
>>Já não guardo meu melhor perfume para ocasiões especiais, uso-o quando >>tenho vontade. As frases "algum dia..." e "qualquer dia..." estão a >>desaparecer do meu vocabulário. Se vale a pena ver, escutar ou fazer, >>quero ver, escutar ou fazer agora. Não sei o que teria feito a esposa do >>meu amigo se soubesse que não estaria aqui na próxima manhã, coisa que >>todos nós ignoramos. Creio que teria chamado seus familiares e amigos mais >>próximos.
>>Talvez chamasse alguns amigos antigos para desculpar-se e fazer as pazes >>por possíveis desgostos do passado. Gosto de pensar que teria ido comer >>comida chinesa, sua favorita. São estas pequenas coisas deixadas por fazer >>que me fariam desgostoso se eu soubesse que minhas horas estão limitadas.
>>Desgostoso, porque deixaria de ver amigos com quem iria encontrar >>cartas... cartas que pensava escrever "qualquer dia destes". Desgostoso e >>triste, porque não disse a meus irmãos e aos meus filhos, com suficiente >>freqüência, que os amo.
>>Agora, trato de não atrasar, adiar ou guardar nada que traria risos e >>alegria para nossas vidas. E, a cada manhã, digo a mim mesmo que este pode >>ser um dia especial. Cada dia, cada hora, cada minuto, é especial.
publicado por Paula Valentina às 15:41

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.posts recentes

. Pepino não serve só pra ...

. PARA QUEM GOSTA DE FEIJOA...

. AMIGOS DE TODOS OS TAMANH...

. Puto Inteligente.

. Para os mais antigos...e ...

. COMO DISSOLVER PEDRAS NOS...

. Boaaaaaaaaaaaaa

. Sem palavras...

. Não deixe de ver...é esp...

. INOVAÇÕES PRÁTICAS E ÚTE...

.arquivos

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Junho 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.favorito

. Memórias vilacondenses (V...

. Caleidoscópio

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds